quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

Município de SERPA, em parceria com a CPPME, disponibiliza Gabinete de Apoio ao Empresário

A Câmara Municipal de Serpa, em parceria com a Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias Empresas (CPPME), e na sequência da assinatura de um protocolo entre as duas entidades, vai passar a disponibilizar mais um serviço de apoio aos empresários do concelho de Serpa. Este gabinete, cujo funcionamento está integrado no Programa de Revitalização Económica do concelho de Serpa, passará a funcionar nas instalações do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Económico de Serpa (Cades), a partir de janeiro de 2021. (...) Este gabinete facilitará o acesso a informação útil e atualizada, aconselhamento fiscal, jurídico e contabilístico, ações de formação acreditada, entre outros. 
 

segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

EU VOUPORQUE ISTO É COMIGO!


As medidas minimizadoras, que o Governo tomou para o Setor da Restauração, à semelhança de muitas outras anteriores, não são solução! O serviço de takeaway, não permite sustentar os encargos de um restaurante, muito menos em Estado de Emergência.

A Restauração, tem cumprido todas as a regras da Direcção Geral de Saúde e desfruta da confiança geral da população portuguesa.

A CPPME manifesta o seu apoio à indignação dos empresários do Setor da Restauração e apela à sua participação na Concentração frente ao Ministério da Economia com o objetivo de reunir com o senhor Ministro da Economia e assim:

ANALISAR E ESCLARECER

·    A concretização das medidas existentes, inclusive, as que foram aprovadas no Orçamento de Estado para 2021;

·    As medidas anunciadas para o setor. RECLAMAR

·    Aplicação da redução das rendas;

·    Redução do IVA da Restauração para 13% nos produtos não alimentares;

·    Salvaguarda dos postos de trabalho;

·    Apoio aos sócios gerentes;

·    Eliminação de todos os impedimentos que as micro e pequenas empresas têm no acesso à legislação que estabelece e regula os apoios aos empresários, nomeadamente dívidas ao Fisco e à Segurança Social, incidentes bancários das empresas ou dos seus titulares, resultados e demonstrações de exercícios de anos anteriores;

·    Criação de um gabinete de apoios directos às Micro e Pequenas Empresas, junto do Ministério da Economia.

As medidas minimizadoras, que o Governo tomou para o Setor da Restauração, à semelhança de muitas outras anteriores, não são solução! O serviço de toke way, não permite sustentar os encargos de um restaurante, muito menos em Estado de Emergência.

A Restauração, tem cumprido todas as a regras da Direcção Geral de Saúde e desfruta da confiança geral da população portuguesa.

A CPPME manifesta o seu apoio à indignação dos empresários do Setor da Restauração e apela à sua participação na Concentração frente ao Ministério da Economia com o objetivo de reunir com o senhor Ministro da Economia e assim:

ANALISAR E ESCLARECER

·    A concretização das medidas existentes, inclusive, as que foram aprovadas no Orçamento de Estado para 2021;

·    As medidas anunciadas para o setor. RECLAMAR

·    Aplicação da redução das rendas;

·    Redução do IVA da Restauração para 13% nos produtos não alimentares;

·    Salvaguarda dos postos de trabalho;

·    Apoio aos sócios gerentes;

·    Eliminação de todos os impedimentos que as micro e pequenas empresas têm no acesso à legislação que estabelece e regula os apoios aos empresários, nomeadamente dívidas ao Fisco e à Segurança Social, incidentes bancários das empresas ou dos seus titulares, resultados e demonstrações de exercícios de anos anteriores;

·    Criação de um gabinete de apoios directos às Micro e Pequenas Empresas, junto do Ministério da Economia.

A CPPME está a seu lado, porque as suas preocupações e reclamações

vão ao encontro do que a Confederação tem vindo a defende

domingo, 15 de novembro de 2020

A CPPME solidária com os protestos e reclamações do sector da restauração e similares

Ontem realizaram-se 2 importantes manifestações de indignação de Empresários da Restauração e seus trabalhadores: em Setúbal, Praça do Bocage, ao início da manhã; em Lisboa, Rossio, ao fim da manhã!

A Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias Empresas (CPPME) foi a única Confederação Empresarial que usou da palavra em ambos os eventos manifestando a sua solidariedade com as posições e com a Justa Luta dos diversos sectores presentes.: em Setúbal discursou o seu Vice-Presidente, que é também Empresário da Restauração, José Ligeiro; em Lisboa interveio o seu Director Executivo e Coordenador do Núcleo de Oeiras, Rogério Pereira (na foto).